julho 23, 2024
Chicago 12, Melborne City, USA
Guest post

El Salvador adota bitcoin como moeda oficial do país

Criptomoeda deve ser adotada como moeda oficial salvadorenha em setembro deste ano.

As criptomoedas são moedas descentralizadas e, mesmo que sejam cada vez mais populares, ainda encontram dificuldades para serem aceitas por governos de todo o mundo. Isso começa a mudar, já que um pequeno país da América Central, El Salvador, tornou o bitcoin a moeda oficial do país. 

No início de junho, o congresso do país aprovou o projeto chamado de “Lei Bitcoin”, que regulariza a adoção da moeda digital no país. Criada em 2008, é a primeira vez que o bitcoin se torna moeda oficial de um país, o que representa um marco para o mundo das criptomoedas. 

O projeto foi aprovado pela maioria do Congresso salvadorenho com voto favorável de 62 dos 84 deputados no início de junho. A aprovação foi motivo de comemoração do presidente Nayib Bukele, que afirmou que a intenção da Lei Bitcoin é aumentar a movimentação econômica e atrair mais investidores para o país. 

Por que El Salvador aprovou o bitcoin como moeda oficial? 

Uma das principais características da economia salvadorenha é um sistema bancário fraco devido à alta desbancarização. Entre os poucos mais de seis milhões de pessoas que moram em El Salvador, 70% da população não possui conta em qualquer banco. De acordo com Bukele, ter o bitcoin junto ao dólar como moeda oficial do país é uma medida que visa gerar empregos e possibilitar a inclusão financeira de pessoas que estão fora da economia formal. 

Outro ponto importante sobre a economia de El Salvador é que cerca de 20% do PIB (produto interno bruto) do país é composto por remessas de dinheiro vindas do exterior. De acordo com dados do país, cerca de dois milhões de salvadorenhos que vivem fora enviam cerca de US$ 5 bilhões por ano para seus parentes.

Isso acontece porque muitos cidadãos salvadorenhos recebem dinheiro de parentes imigrantes que estão trabalhando em outros países. Atualmente, os provedores desses serviços cobram taxas altíssimas e demoram dias para concluir a operação. Segundo Bukele, a adoção do bitcoin como moeda oficial será fundamental para permitir que salvadorenhos que vivem no exterior enviem dinheiro para suas famílias e amigos com mais facilidade. 

O que muda com o bitcoin como moeda oficial do país? 

Com a aprovação do bitcoin como moeda oficial do país, agora os cidadãos salvadorenhos podem fazer mercado e pagar impostos utilizando a criptomoeda. O projeto também aponta que o dólar americano será utilizado como moeda de referência para as transações com bitcoin no país. 

A conversão da criptomoeda em dólares será realizada por meio de um programa criado junto ao BANDESAL, banco de desenvolvimento salvadorenho. Em relação à mineração, a LaGeo, empresa estatal de energia geotérmica, será responsável por planejá-la com energia dos vulcões do país. 

De acordo com o projeto, o uso do bitcoin será opcional para pessoas físicas, não oferecendo nenhum tipo de risco aos usuários. O ativo digital deve ser aceito para pagamentos por bens e serviços. O pagamento de impostos também pode ser feito com criptomoedas. 

A valorização do bitcoin, que em tese poderia dificultar as negociações, já que a expectativa é que o bitcoin custe US$ 1 bilhão em 5 anos, pode ser facilitada pela utilização da moeda em quebras decimais nas transações. 

A expectativa é que outros países possam adotar o ativo digital como moeda oficial nos próximos anos. Por outro lado, o bitcoin também preocupa reguladores financeiros e legisladores como o FMI (Fundo Monetário Internacional), já que a moeda pode facilitar a lavagem de dinheiro e outras atividades ilícitas. No geral, o bitcoin e as demais criptomoedas são ativos que facilitam o envio e recebimento de valores em transações internacionais sem regulamentação de governos e instituições financeiras.

Leave feedback about this

  • Quality
  • Price
  • Service

PROS

+
Add Field

CONS

+
Add Field
Choose Image
Choose Video
X